a
a
HomeZona NorteJaçanã/TremembéObra da UBS Integral Jova Rural deveria ser entregue ontem

Obra da UBS Integral Jova Rural deveria ser entregue ontem

A Unidade Básica de Saúde UBS Integral Jova Rural está sendo construída na rua Nilda Carvalho da Cunha, atrás do Centro de Integração à Cidadania CIC Norte e ao lado da escola estadual Gustavo Barroso. Ela aparece no site Planeja Sampa, como integrante do Programa de Metas 2013-2016 e parte da meta 24: “obter terrenos, projetar, licitar, licenciar, garantir a fonte de financiamento, construir e instalar 43 novas Unidades Básicas de Saúde – segundo o modelo da UBS integral”, que está com 60,9% em andamento.

A última atualização, no dia 11/07, mostra um andamento de 77,5% e o peso do projeto em relação a meta é de 2,33%. Na placa localizada em frente à obra mostra como data de início o dia 24 de agosto de 2015, com o término em 17 de agosto de 2016. Mas, a visão da obra abaixo da placa dá um panorama diferente. Sem paredes levantadas, ela não se parece em nada com as informações de conclusão da placa, e de andamento no site.

A reação ao ver a data de término da placa, e a previsão do site tem deixado as pessoas incrédulas em relação ao prazo apresentado. “Não tem parede, não tem nada. Eu passo de ônibus e não vejo ninguém trabalhando na obra. Como vai terminar aquilo ali? Nunca! Desse jeito vai levar anos para concluir”, desabafa a doméstica aposentada Valdísia Silva Lopes, 70, moradora da região.

“A placa não quer dizer nada porque a gente está vendo que não vai terminar em 17/08. O que eles chamam de obra concluída eu não sei. A gente entende obra concluída, por obra concluída

Placa mostra que o término da obra seria no dia 17/8

Placa mostra que o término da obra seria no dia 17/8

mesmo. A gente está no aguardo e tem certeza que ela vai terminar. Agora quando, a gente já não sabe”, diz Maria Elisa Santana, 58 presidente da Associação de Mulheres Amigas de Jova Rural.

O Observatório Cidadão da Rede Nossa São Paulo mostra que, de acordo com números de 2014, o distrito do Jaçanã, situado na subprefeitura Jaçanã/ Tremembé, possui 0,42 unidades básicas de saúde por dez mil habitantes. Segundo informações da Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis, o programa Cidades Sustentáveis tem a meta de garantir no mínimo uma Unidade Básica de Saúde com Programa Saúde da Família para cada dez mil habitantes.

O número total de unidades na subprefeitura Jaçanã Tremembé é de 11, o mesmo desde o ano de 2007. Enquanto isso, a população total em 2007 era 272.572 pessoas e passou para 306.554 no ano de 2015. A classificação da subprefeitura Jaçanã Tremembé em 2007 era de 0,404, acima da média e em 2015 era de 0,359, considerada abaixo da média.

E quem sofre com isso são os moradores da região, que sobrecarregam a UBS mais próximas, na Vila Nova Galvão e outras dos bairros vizinhos. “A UBS da Vila Nova Galvão tem superlotação, por isso foi feito o pedido de outra UBS na região. Não necessariamente na Jova Rural, mas foi onde a gente teve o espaço cedido em 2002”, explica Maria Elisa. “O atendimento na UBS da Vila Nova Galvão e nas outras é muito devagar, demora meses para chamar, chega lá às vezes os médicos nem olham direito para a gente e dizem que não é nada. Me encaminham para lugares distantes, tenho que sair sempre muito cedo, levar lanche, passar um dia todo fora… Além disso tenho deficiência na perna, dificuldade para caminhar, acho que poderia ter médico mais perto”, diz Valdísia.

Para pedir informações atualizadas sobre o término da obra da UBS Integral Jova Rural, o 32xSP entrou em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão) da Prefeitura Municipal de São Paulo. A resposta dada foi que o SAC deveria ser desconsiderado, e que a demanda seria cadastrada no Ouvidor SUS.

A reportagem cadastrou a demanda da forma indicada, a ouvidoria chegou a fazer contato e não conseguiram. Sendo assim, encerraram a solicitação. A reportagem obteve a seguinte resposta: “contato telefônico na data 2/8/2016, às 19h, sem sucesso, celular na caixa postal. Por falta de dados como endereço, não foi possível encaminhar”. Após uma nova tentativa de cadastro da demanda, a ouvidoria respondeu que ele havia sido rejeitado, pois já havia uma demanda cadastrada com o mesmo teor.

Outro lado

No dia 24/8 o SUS entrou em contato com a reportagem por telefone e informou que a obra seria prorrogada por mais 256 dias a partir do dia 18/08. Ou seja, a nova data de entrega é 1/5/2017. A reportagem também verificou os protocolos abertos, porém essa nova informação não foi acrescentada a nenhum deles.

Post Tags
Nenhum comentário

Deixe um comentário.