Gestão João Doria contará com menos mulheres na administração regional

Publicado em Categorias Saiba maisTags

A partir do dia 2 de janeiro, quando tiver início a prefeitura de João Doria (PSDB), haverá menos mulheres a frente das prefeituras regionais, atuais subprefeituras. Hoje, são quatro administradoras e a partir do ano que vem serão três. Nesta quarta-feira (7), foram anunciados as últimas 12 pessoas que serão responsáveis pelas pequenas regiões paulistanas.…

A partir do dia 2 de janeiro, quando tiver início a prefeitura de João Doria (PSDB), haverá menos mulheres a frente das prefeituras regionais, atuais subprefeituras. Hoje, são quatro administradoras e a partir do ano que vem serão três. Nesta quarta-feira (7), foram anunciados as últimas 12 pessoas que serão responsáveis pelas pequenas regiões paulistanas. Entre eles, a psicóloga Maria de Fátima Fernandes, 57, que comandará o Jabaquara, na zona sul.

Maria de Fátima é chefe do departamento de inspeção de São Paulo da EMTU, já trabalhou na Secretaria Municipal de Participação e Parceria, na Coordenadoria de Convivência, Participação e Empreendedorismo Social, na Secretaria de Desenvolvimento Social (SMADS) e na Subprefeitura da Cidade Tiradentes.

Leia mais: Covas anuncia os primeiros 20 prefeitos regionais da gestão João Doria

Moradora do bairro da Saúde, pertencente à Subprefeitura da Vila Mariana, ela disse à reportagem que conhece muito bem a região do Jabaquara. “Eu dirigia na SMADS todos os supervisores da área social. Então, eu não tenho uma relação somente com o Jabaquara, mas com a cidade toda”. Sobre as maiores demandas do local que ela administrará a partir do próximo mês, Maria de Fátima afirmou que quer conversar primeiro com os moradores da área. “A gente vai discutir com a população, ver quais são as prioridades até para a desenvolvermos um trabalho em cima do que a população precisa”, afirmou.

Maria de Fátima Fernandes, a futura prefeita regional do Jabaquara
Maria de Fátima Fernandes, a futura prefeita regional do Jabaquara

A atual Subprefeitura Jabaquara foi criada em 2002, junto com outras 30 subprefeituras. Ela é responsável por administrar o distrito do Jabaquara, que tem uma área de 14,1 km² e uma população de cerca de 224 mil habitantes. Saiba mais sobre a região.

De acordo com Bruno Covas, que, além de vice-prefeito, acumulará a partir de janeiro a função de secretário de Prefeituras Regionais, os nomes escolhidos para administrar cada região serão cobrados pelo cumprimento de metas. “Esperamos que eles possam representar o prefeito em cada canto dessa cidade, articulando soluções de desenvolvimento e crescimento de cada parte de São Paulo, estimulando os empresários, resolvendo os problemas da população, dialogando com a população local. Governo que conversa com a comunidade erra menos. Serão feitas também reuniões permanentes dos prefeitos regionais com representantes de outras secretarias que atuam nas regiões”, disse Covas.

Ainda segundo o futuro secretário e vice-prefeito, não haverá nenhuma mudança prevista para janeiro do ano que vem em relação aos limites de área de cada prefeitura regional e nem a criação de uma nova. “Vamos estudar a possibilidade de criação, redesenho, mas nada para janeiro. Não é o momento de se falar em desmembramento, reorganização e realinhamento. Só a partir de dentro da máquina é que vamos estudar essa redivisão”.

Cidade Linda

Além de anunciar os futuros prefeitos regionais, Bruno Covas também lembrou que, no primeiro dia útil da gestão tucana, entrará em vigor o programa “São Paulo Cidade Linda”, que terá como principal objetivo melhorar os serviços de zeladoria da cidade. A primeira via a ser contemplada, em toda a sua extensão, será a avenida Nove de Julho, que corta as prefeituras regionais da Sé e de Pinheiros. Cerca de 2.000 pessoas, dos atuais fornecedores da prefeitura, farão trabalho gratuito de poda de árvore, pintura de meio-fio, limpeza de boca de lobo, de tapa-buraco.

Confira os últimos 12 prefeitos regionais anunciados:

Capela do Socorro – João Batista de Santiago, morador do bairro desde 1968, é graduado em ciências contábeis e pós-graduado em administração contábil e controle. É professor de contabilidade e empresário dos setores educacional, tecnológico e contábil.

Casa Verde – Marcos Gadelho, arquiteto e mestre em arquitetura e urbanismo. Credenciado pelo Ministério das Cidades para a elaboração multidisciplinar de Planos Diretores Municipais, foi subprefeito da Casa Verde. É autor de livros, como “Subprefeituras e Conselho de Representantes”, e sócio da Gadelho & Associados.

Ermelino Matarazzo – Arthur Xavier, morador do bairro, é graduado em ciências contábeis, com especialização em finanças e gestão de negócios. Aposentado como gerente de administração financeira na Companhia Energética de São Paulo (Cesp), foi subprefeito de Cidades Tiradentes. Atualmente, responde pela chefia de gabinete da EMTU.

Freguesia do Ó – Roberto Godoy, bacharel em direito e pós-graduando em direito tributário, considera-se um estudioso da governança municipal e do estatuto da metrópole. Atuou na Subprefeitura de Perus, na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, na Câmara Municipal de São Paulo e na Assembleia Legislativa.

Ipiranga – Amândio Martins, morador do Ipiranga, técnico em desenho mecânico e transações imobiliárias, é também Engenheiro Civil. Funcionário da prefeitura, já foi subprefeito da Lapa, chefe de gabinete do Ipiranga e Jabaquara, além de secretário adjunto da secretaria de Esportes.

Itaquera – Jacinto Reyes, nascido no bairro e morador dele durante muitos anos, é médico com atuação na região. Especialista pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, pós-graduado em cirurgia do quadril e medicina desportiva. Tem histórico de participação comunitária, no Conselho Comunitário de Segurança de Itaquera.

Mooca –Paulo Sergio Criscuolo, nascido e morador do bairro, é Engenheiro Civil, administrador de empresas e advogado pós-graduado em engenharia de segurança. Aposentado da Sabesp, já foi coordenador de Infraestrutura e Obras da Subprefeitura da Vila Prudente e coordenador do Programa Córrego Limpo. Atualmente, é assessor especial na Companhia Paulista de Obras e Serviços, conselheiro do Clube Atlético Juventus e do Parque Sabesp Mooca Fiori Gigliotti.

Parelheiros – Elard Walter Biskamp é técnico em processamento de dados, com experiência de mais de 35 anos na área de TI. Atualmente, é empresário no ramo de locação de máquinas e equipamentos. É integrante da Associação de Empresários da Região de Palhereiros (AMTECI) e Associação Empresarial da Região Sul (AESUL).

Vila Maria – Dário José Barreto, morador e empresário da região, é advogado e corretor de imóveis, pós-graduado em direito constitucional. Tem histórico de atuação comunitária local, tendo sido delegado distrital, membro da comissão de ética da Vila Maria no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis, e membro da diretoria do Distrital da Associação Comercial de São Paulo.

Vila Prudente – Jorge Farid Boulos Bou Chebl, morador do bairro há 58 anos, é bacharel e tem licenciatura em história. Lecionou em diversas escolas da região, com participação social junto aos Consegs, Associação Comercial, Rotary e Clube dos Lojistas. Foi assessor da subprefeitura de Vila Prudente e, atualmente, é comerciante.

 

Fotos: Rafael Carneiro