a
a
HomeTemasEsporteDa Copa do Mundo ao campo de terra: os dois lados do esporte em Itaquera

Da Copa do Mundo ao campo de terra: os dois lados do esporte em Itaquera

Separados por apenas dois quilômetros de distância, os campos de futebol de dois times na prefeitura regional de Itaquera refletem realidades bem distintas. A cada partida, o gigante Corinthians recebe milhares de torcedores em seu moderno estádio, palco da abertura da Copa do Mundo 2014. Já o Esporte Clube Botafogo, tradicional time de várzea da zona leste, disputa jogos com muita raça e suor todos os finais de semana, no campo de terra do Clube da Comunidade (CDC) da Cidade Líder.

botafogo

Brasão do Botafogo, clube de várzea paulistano

A casa do Botafogo faz parte da rede de 284 CDCs da capital paulista, todos instalados em terrenos municipais, e gerenciados por representantes ou associações locais. Quando se anunciou a construção da Arena Corinthians para sediar os jogos da Copa, os moradores da zona leste se animaram. Na época, divulgou-se que o clube iria investir na região como contrapartida social pelo uso do terreno em que foi edificado o estádio. “Aqui nada aconteceu. Nossa verba continua a vir do aluguel do campo e do salão de festas. O valor é baixo, porque o espaço é da comunidade”, diz o representante comercial e presidente do CDC, Mário Lucas, 57.

Além dos CDCs, existem 48 clubes de administração direta da prefeitura na cidade. Os quatro distritos de Itaquera – Cidade Líder, Itaquera, José Bonifácio e Parque do Carmo – têm somente 18 equipamentos esportivos públicos* para uma população superior a 532 mil pessoas, segundo dados de 2015 do Observatório Cidadão. Os números são os piores da série histórica da pesquisa, feita desde 2006. No levantamento anterior, em 2014, o total de equipamentos na região chegou a 40.

Além do campo de futebol, o CDC Cidade Líder tem quadra poliesportiva e salão de festas, numa área de 15 mil m2. A unidade promove escolinha de futebol para crianças da comunidade e abriga as atividades para idosos da ONG União Cidade Líder. O presidente diz estar preocupado em dar mais segurança aos frequentadores e melhorar a infraestrutura geral do clube. Para ele, a prioridade é refazer o muro, que apresenta aberturas em alguns pontos, fazer a cobertura da quadra esportiva e colocar grama sintética no campo de futebol.  “Isso garantiria a entrada de mais recursos e poderíamos atrair mais gente. Eu gostaria que o CDC se tornasse um clube municipal [com administração da prefeitura], mas o meu sonho mesmo é que nosso clube se torne um minicentro olímpico”, garante.

No site oficial da prefeitura, há a informação de que uma das atribuições da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação seria a de “realizar reformas e intervenções na estrutura física [dos CDCs] quando necessário“, mas, segundo Lucas, isso não acontece. “Precisamos de apoio do poder público para crescer, mas há anos ouço respostas negativas aos nossos pedidos”, afirma. Questionada sobre a declaração do presidente da CDC Cidade Líder, a secretaria não se manifestou, até a conclusão desta reportagem.

arenacorinthians_sidney-pereira

Arena Corinthians     Foto: Rodrigo Coca / Arena Corinthians

* Equipamento esportivo é um elemento específico para prática de esporte, como piscina, quadra, ginásio, pista de atletismo, entre outros; cada unidade esportiva pode conter diversos equipamentos.

 

Foto principal: Sidney Pereira

Nenhum comentário

Deixe um comentário.