Centros esportivos da capital paulista são mal avaliados pelos frequentadores

Publicado em Categorias Esporte, Itaquera, Pirituba/JaraguáTags

A fotógrafa Edi Pereira, 52, que frequenta o Centro Esportivo Pirituba (CEE Geraldo José de Almeida), localizado na prefeitura regional de Pirituba/Jaraguá, zona norte, desde a infância e tem muita história para contar. Ela já foi atleta do time de basquete e da equipe de judô nos anos 70 e jogadora de futebol feminino nos…

A fotógrafa Edi Pereira, 52, que frequenta o Centro Esportivo Pirituba (CEE Geraldo José de Almeida), localizado na prefeitura regional de Pirituba/Jaraguá, zona norte, desde a infância e tem muita história para contar. Ela já foi atleta do time de basquete e da equipe de judô nos anos 70 e jogadora de futebol feminino nos anos 80. Hoje em dia, pratica tai chi chuan às segundas-feiras, faz Ioga às quartas e pilates às quartas e sextas. Além disso, joga basquete a cada 15 dias com a turma veterana de amigas.

Mesmo empolgada com as atividades, a fotógrafa aponta que também faltam estruturas no clube. A quadra que elas utilizam, por exemplo, está sendo usada para outra atividade, justamente no horário em que elas costumam se encontrar. Esse e outros problemas apontados por Edi, reforçam a má avaliação dos paulistanos sobre o “Esporte” na cidade de São Paulo. De acordo com a Pesquisa Irbem (Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município), lançada nesta terça-feira (24), a nota atribuída à área foi de 4,3.

Edi Pereira e as companheira de basquete     Crédito: Edi Pereira

“Fui informada que tiraram nosso horário e a vaga para que fosse dada aula de zumba, e aí acho que vamos ter de nos virar em algum parque ou praça, porque lá é a única quadra que dispõe tabela”.

A reestruturação dos equipamentos esportivos da cidade, Centros Desportivos da Comunidade (CDC) e Clubes Escolas, é a meta 48 do Plano de Metas municipal 2013-2016. Cinquenta e dois deles já foram já contaram com reforma. Entre eles está o Clube de Regatas Tietê, que foi requalificado e reaberto para a população durante a Virada Esportiva, em setembro de 2014. Até o momento, a meta foi superada em 105,5%.

Em levantamento feito pelo 32xSP, na cidade de São Paulo, existem 48 clubes esportivos municipais, que oferecem diversas atividades para a saúde, bem-estar, lazer e recreação da população. São 14 na zona leste, 7 na zona oeste, 12 na zona sul, 9 na zona norte e 6 no centro. As atividades oferecidas nas unidades são as mais variadas e vão desde aulas de natação, kung fu e golfe até dança terapêutica.

No outro lado da cidade, na prefeitura regional de Itaquera, zona leste, o rapper Fabio da Silva, 32, faz treinos de jiu-jitsu com vários amigos no Centro Esportivo José Bonifácio, equipamento que também está em fase de reformas estruturais segundo o site Planeja Sampa. Porém, Silva explica que atualmente o centro esportivo “está mais abandonado e que antes era um pouquinho melhor”. Uma das mais recentes melhorias foi a inclusão de uma barra fixa, que é usada por ele para a prática de Crossfit na unidade.

Para saber onde se encontra cada centro esportivo, separado por zonas, clique aqui.

 

Foto: Thalita Monte Santo