População idosa reivindica posto da SPTrans em Ermelino Matarazzo

Publicado em Categorias Ermelino Matarazzo, MobilidadeTags , ,

Desde 2013, o ex-conselheiro do grande ‘Conselho Municipal do Idoso’ Olavo Soares, 72, luta para conquistar o serviço do Bilhete Único Especial no bairro de Ermelino Matarazzo, cujo distrito de mesmo nome está situado na zona leste da cidade de São Paulo. Atualmente, ele compõe o Fórum do Idoso da região. O 32xSP teve acesso…

Desde 2013, o ex-conselheiro do grande ‘Conselho Municipal do Idoso’ Olavo Soares, 72, luta para conquistar o serviço do Bilhete Único Especial no bairro de Ermelino Matarazzo, cujo distrito de mesmo nome está situado na zona leste da cidade de São Paulo. Atualmente, ele compõe o Fórum do Idoso da região.

O 32xSP teve acesso a todos os documentos que revelam anos de persistência de solicitações encaminhados à subprefeitura, atual prefeitura regional, e também à SPTrans. O processo teve início, quando Soares se candidatou para o cargo de conselheiro gestor e ouviu diversas reclamações de moradores (mais velhos que ele), sobre a necessidade do serviço para a população idosa.

A moradora do bairro, Izabel Correa, 80, que possui dificuldade ao andar e faz uso de bengala, relata que, por mais que haja uma base [da SPTRans] na região da zona leste e não propriamente no bairro, é complicada a locomoção. “Muitas vezes complica para nós, que dependemos de outras pessoas para nos levar. Além disso, o posto mais indicado para a gente é o da Penha, porém a distância do terminal para o posto é longa e complicada”.

Na zona leste as bases de atendimentos ficam nas prefeituras regionais da Penha e de São Miguel Paulista, locais não estratégicos, segundo os moradores, pois ficam distante das principais vias de circulação de ônibus, que são a avenida São Miguel e a rua Amador Bueno da Veiga.

A primeira resposta enviada ao líder comunitário pelos órgãos responsáveis pelo transporte da cidade, em 2013, foi de que a SPTrans mantém 26 postos de atendimento aos passageiros especiais da categoria idoso. E que a instalação não seria possível, pois faz se necessário, no mínimo a obtenção de alguns recursos e providências que estão ligados à infra-estrutura.

No ano passado, Olavo encaminhou mais uma vez o requerimento e obteve uma resposta diferente, porém até o momento nada foi cumprido. Ela diz que a SPTrans está no aguardo da confirmação do local para dar continuidade ao processo de instalação.

Em nota enviada ao 32xSP, a Prefeitura Regional de Ermelino Matarazzo informou que está no aguardo da SPTrans para que o serviço aconteça no local. Já a SPTrans informou que, devido à falta de logística, o posto ainda não foi instalado, mas que será reavaliado novamente em outro momento.

“É muito frustrante, pois a cada hora é uma resposta diferente que recebo. São anos de persistência, mudanças de gestão e em todas uma única esperança: a de trazer algo para os moradores”, afirma Soares.

 

Foto: Marcos Santos/USP Imagens