Plano de Metas da Zona Leste é entregue para a prefeitura de São Paulo

Publicado em Categorias Aricanduva/Vila Formosa, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Itaim Paulista, Itaquera, Mooca, Penha, São Mateus, São Miguel Paulista, Sapopemba, Vila Prudente, Zona LesteTags ,

Share this... Todas as 12 prefeituras regionais da zona leste se reuniram na última segunda-feira (13), para apresentar propostas para a região. Moradores, líderes comunitários e representantes municipais participaram do encontro “Construção do Plano de Metas da Zona Leste”, que discutiu o Programa de Metas 2017-2020, da gestão João Doria (PSDB), ocorrido na Pastoral São…

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on TumblrPin on Pinterest

Todas as 12 prefeituras regionais da zona leste se reuniram na última segunda-feira (13), para apresentar propostas para a região. Moradores, líderes comunitários e representantes municipais participaram do encontro “Construção do Plano de Metas da Zona Leste”, que discutiu o Programa de Metas 2017-2020, da gestão João Doria (PSDB), ocorrido na Pastoral São José do Belém, no bairro do Belém.

Organizado pela Rede Nossa Zona Leste e pela Rede Nossa São Paulo, o encontro contou com a presença de muitos moradores da região, alguns vereadores e de Fábio Alves, representando a prefeitura. O secretário de Gestão, Paulo Uebel, foi convidado, mas não compareceu, o que gerou críticas do público.

Alves justificou ao 32xSP que a não ida do secretário foi por motivos profissionais. Ele estava em outra reunião. “Já recebemos mais de 9 mil propostas. Isto é muito bom, pois queremos formar um Programa de Metas mais plural possível”, disse. Com muitas demandas protocoladas para serem entregues ao secretário, Alves encerrou a sua fala destacando que a participação da comunidade é algo muito importante.

Dentre as solicitações dos moradores, esteve  a criação de núcleos de atendimento aos trabalhadores desempregados e que a prefeitura dê uma atenção especial aos jovens com cursos profissionalizantes, já que são os mais afetados. Leia mais.

“Esperamos da gestão uma grande participação na construção do Programa de Metas e que ela seja de fato plural e menos desigual. De cada 100 jovens que vivem no Itaim Bibi, 40 vão para a universidade e, com o mesmo número no Itaim Paulista, apenas 4 conseguem ingressar em uma instituição de ensino”, afirmou, no encerramento, Antônio Marchiori, 64, mais conhecido como padre Ticão,  líder comunitário de Ermelino Matarazzo.

Quem partilha da mesma visão é Leonardo Medeiros, 50, integrante do Conselho de Orçamento, Planejamento e Orçamento Participativo (CPOP). Ele também acentua a necessidade das demandas da zona leste no Programa de Metas. “É importante que essa gestão ouça e execute isso. A sociedade civil conhece o que a população precisa”, finaliza.

 

Foto: Danielle Lobato