a
a
HomeTemasLazerSantana pode ganhar parque e museu na área do Campo de Marte

Santana pode ganhar parque e museu na área do Campo de Marte

Na última segunda-feira (7), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) e o presidente do Brasil, Michel Temer (PMDB) oficializaram um acordo para transformar parte do terreno do aeroporto Campo de Marte, situado em Santana, zona norte da cidade, em um parque municipal. O local ainda contará com um museu aerosespacial que terá em seu acervo aviões da FAB, do museu Santos Dumont e do extinto museu da TAM.

A área possui um trecho preservado de Mata Atlântica cortado por um córrego, um terreno de apoio ao sambódromo e seis campos de futebol usados por clubes amadores. Segundo Gilberto Natalini, secretário do Verde e do Meio Ambiente, o parque será construído na parte já desmatada, sem avançar sobre o trecho de mata e sobre os campos.

Segundo Doria, essa é a primeira etapa de um projeto que ainda vai envolver a desativação da pista de aviação e a retirada dos hangares, onde as aeronaves ficam estacionadas. Ainda de acordo com o prefeito, a unidade do Águia, da Polícia Militar de São Paulo, continuará no local. Sobre a área do aeroporto, quando incorporada, ela será utilizada para a ampliação do parque. O prefeito acredita que até o final do seu mandato, em 2020, a primeira etapa já estará finalizada.

Administrado pela Infraero, que também detém 46% da área total do Campo de Marte, o aeroporto foi o primeiro terminal aeroportuário de São Paulo. Atualmente não conta com aviões comerciais regulares, mas somente helicópteros e aviões de pequeno porte. Possui a maior frota de helicópteros do mundo, superando inclusive a de Nova York, nos Estados Unidos.

Parques

O distrito de Santana possui dois parques: o da Juventude, no bairro de Santana, e o Domingos Luís, no bairro Jardim São Paulo. A região é administrada pela Prefeitura Regional de Santana/ Tucuruvi, junto com Tucuruvi e Mandaqui.

 

*com informações do jornal Folha de S. Paulo

 

Foto: Peter Louiz

Nenhum comentário

Deixe um comentário.