a
a
HomeZona SulCidade AdemarPromessa de Haddad, CEU da Cidade Ademar fica fora das metas de Doria

Promessa de Haddad, CEU da Cidade Ademar fica fora das metas de Doria

Anunciado pela gestão do prefeito João Doria (PSDB), o Programa de Metas 2017-2020 para a cidade de São Paulo não contemplará a construção de uma unidade do CEU (Centro Educacional Unificado) na região da Cidade Ademar, zona sul da capital paulista. Reivindicado por moradores há mais de uma década, a unidade chegou a ser prometida na gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT).

“Não pedimos Poupatempo. Pedimos CEU, moradia e creches. Essas são nossas prioridades”, enfatiza o aposentado Roberto Silva, 61, em resposta ao anúncio de implantação de uma unidade do Poupatempo na região durante a audiência devolutiva do Programa de Metas. A Cidade Ademar foi responsável por 347 das 29.953 sugestões enviadas para a prefeitura. No entanto, os moradores dizem que a versão apresentada não condiz com o que foi sugerido.

Em setembro do ano passado, durante a campanha eleitoral na Cidade Ademar, Haddad afirmou que, se reeleito, inauguraria em até dois anos o CEU. Na mesma ocasião, o ex-prefeito indicou ter conseguido parte de um terreno ligado ao clube de funcionários da Caixa Econômica Federal (APCEF/SP) para construção da unidade. Na época, o decreto nº 57.287 chegou a ser publicado no Diário Oficial determinando como utilidade pública a área de 20.616,60 m² do clube para a implantação do centro educacional.

Das 17 menções ao tema CEU no Relatório de Respostas às sugestões feitas por moradores para o Programa de Metas, quem respondeu a demanda no documento foi a Secretaria Municipal de Cultura, indicando que a responsabilidade sobre o tema era da Secretaria Municipal de Educação.

Criado durante a gestão da ex-prefeita Marta Suplicy, então no PT, o projeto dos Centros Educacionais Unificados é alvo de pleito há 16 anos por integrantes do Fórum Social da Cidade Ademar e Pedreira. Sem sucesso, o grupo busca em uma reunião com o Secretário Municipal da Educação, Alexandre Schneider, uma maneira de resolver a situação.

“Estamos lutando pela construção do CEU na Cidade Ademar desde o início do projeto. Desde então continuamos apresentando esta reivindicação a todos os prefeitos. Estamos tentando marcar uma reunião com o secretário”, diz Eliana Queiroz, do Fórum Social da Cidade Ademar e Pedreira.

Segundo dados do Observatório Cidadão, a Cidade Ademar está entre as regiões com menor índice de equipamentos esportivos por habitantes, com 7 unidades, ante 20 na Prefeitura Regional da Vila Prudente, mesmo com população 74% maior, com 424 mil habitantes, contra 244 mil da regional na zona leste. A região ainda amarga o título de menor índice de equipamentos culturais públicos, com 1 unidade, ante 31 no Butantã, zona oeste, que abrange, além de outros, o distrito do Morumbi. A disparidade fica mais alarmante se comparada com a região da Sé, que tem 74 pontos culturais públicos. Os CEUs são centros educacionais com infraestrutura de esporte, lazer e cultura.

Por telefone, a Secretaria Municipal de Educação (SME) diz dar continuidade às obras já iniciadas na gestão passada, o que não compreende o CEU Cidade Ademar, que ainda estava em fase de projeto.

“O CEU supriria [a demanda de] lazer e cultura em um único espaço, porém esse tema não apareceu nas discussões recentes que tivemos com os órgãos públicos”, diz Clair Helena, 40, Conselheira Participativa da Pedreira.

 

Foto: Fórum Social da Cidade Ademar e Pedreira

Post Tags
Nenhum comentário

Deixe um comentário.