Sapopemba terá mais duas praças com wi-fi gratuito até fim de 2018

Publicado em Categorias _01_home-posicao-02, Comunicação, SapopembaTags

Os novos locais serão a Praça da Saudade e o Parque Linear Ribeirão Oratório

Quem passa distraído pela altura do número 8.600 da avenida Sapopemba perde a chance de se conectar com a internet disponível na praça Torquato Plaza. Mais conhecido como Largo do Grimaldi, o espaço possui o único ponto do programa WiFi Livre SP de Sapopemba. Em meio ao posto da Guarda Civil Metropolitana, à pista de skate e aos bancos, cerca de 50.000 pessoas por mês usam o serviço disponibilizado pela Prefeitura.

Criado na gestão de Fernando Haddad (PT) o programa WiFi Livre SP, que leva internet para 120 praças da cidade, também está no Programa de Metas (2017-2020), da gestão João Doria (PSDB), e o objetivo atual é dobrar o número de pontos até o final de 2018. A quantidade de novos locais que cada Prefeitura Regional irá receber está detalhada na meta 42

O Largo do Grimaldi é movimentado durante todo o dia, mas desde a implantação da internet gratuita, em 2014, as pessoas têm mais um motivo para frequenta-la. Maria das Graças Santana, 50, mora próximo à praça, e aos fins de semana passeia com sua cachorra pelo local. “Achei que a praça ficou bem melhor. As pessoas não têm medo de vir para cá. Quando eu volto de noite da igreja ainda tem gente aqui. O WiFi ajudou a povoar a praça”.

Com tanta gente usando celular, o sinal anda disputado na Torquato Plaza. A Prefeitura disponibiliza uma frequência de internet de 20 megabytes por segundo, tanto para baixar como para mandar dados, com um tempo de resposta de quatro segundos. Carlos Alberto da Silva, 40, visita o Largo do Grimaldi quase que diariamente com sua família e cobra uma conexão melhor. “É uma ideia boa se funcionasse. Eu utilizo a internet mais para buscar vídeos de conteúdo religioso e vídeos infantis para as minhas filhas. Mas [a conexão] cai muito e eu acabo usando só o WhatsApp. Até para baixar foto nele é complicado!”.

Há também momentos em que o uso do WiFi Livre SP vai além da distração para Carlos Alberto. “Agora, por exemplo, eu estava procurando vaga de emprego. Você não consegue com a internet que tem aqui. Acredito que deveria ter uma carga maior, levando em consideração o público que alcança e o uso de cada um”. A expansão do programa não visa aumentar o nível de dados disponíveis nas praças. O plano é que que a Prefeitura Regional de Sapopemba receba mais dois pontos com internet gratuita até o fim do ano que vem.

Em comparação com as regionais vizinhas, Sapopemba está em desvantagem. Aricanduva receberá mais três novos pontos; São Mateus oito; e Vila Prudente dois. Sendo que elas já contavam com praças conectadas ao WiFi. Sapopemba atenderá seus 284.524 habitantes com três pontos de internet livre, enquanto Aricanduva terá seis locais para 267.702 moradores.

A previsão da Secretaria de Inovação e Tecnologia é que a Praça da Saudade, próximo ao Conjunto Teotônio Vilela, e o Parque Linear Ribeirão Oratório, na região do Jardim São Roberto, também recebam o WiFi Livre SP. A Prefeitura está no processo de elaboração do modelo de negócios que viabilizará a expansão, estimada em R$ 61 milhões.

 

Foto: Matheus de Sousa