Prefeitos regionais usam WhatsApp para se aproximar de moradores

Publicado em Categorias + Notícias, Pinheiros, Zona OesteTags , , ,

Ativos nas redes, Paulo Mathias, em Pinheiros, e Ozziel Souza, na Cidade Tiradentes, interagem com população e colecionam milhares de seguidores

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on TumblrPin on Pinterest
Paulo Mathias durante transmissão ao vivo do quadro “Traulitando” (Reprodução/Facebook)

Um dia na Praça dos Omaguás, outro no cruzamento da rua Tabapuã com a Haroldo Veloso. Nas duas ocasiões lá estava o prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias gravando um vídeo no celular para publicar em sua página do Facebook. Com apenas 27 anos, ele é um dos gestores locais mais adeptos das redes sociais e acredita no potencial delas para disseminar os trabalhos que realiza. “Eu pensei: preciso fazer diferente. A sociedade clama por alguém do poder público que seja próximo a ela”.

Paulo Mathias também está no Twitter, no Instagram e no WhatsApp. Segundo ele, chegou a ouvir que era “louco” por disponibilizar um número de celular para que os moradores entrassem em contato. “Disseram que eu não ia ter sossego com o WhatsApp”, brinca.

Desde que assumiu o cargo, o prefeito tem divulgado ao máximo as ações na região de Pinheiros, mas ele também publica conteúdos referentes à sua vida pessoal e opinativos sobre questões que envolvem a cidade como um todo ou até o país.

Recentemente, por exemplo, postou um vídeo em que comentava as mudanças nas regras para os motoristas de aplicativos. Foram 10.836 visualizações em apenas uma semana. Outra ação de Mathias na página é o “Traulitando”, quadro de entrevistas ao vivo. “Tenho uma preocupação muito grande com quem recebe o post. Ele tem que ser relevante na vida das pessoas”, diz.

LEIA MAIS: Prefeito de Pinheiros é o campeão de parcerias com o setor privado

“Sempre gostei das redes sociais. Mas até dois, três anos atrás eu não sabia usá-las de maneira que impactasse as pessoas com a minha mensagem. O assunto poderia até gerar interesse, mas a mensagem não mobilizava. São pequenos detalhes na produção de um vídeo, por exemplo, que fazem a diferença. Pegar o celular e me gravar mostra algo mais informal, menos distante das pessoas”, comenta. Somente no primeiro ano como prefeito regional, a página saltou de 3.000 para 60.000 seguidores.

Mathias não é o único presente no Facebook. Eduardo Odloak, prefeito regional da Sé, tem uma página com 7.042 seguidores e aproveita o espaço para divulgar os trabalhos que tem realizado no centro de São Paulo, além de compartilhar conteúdos pertinentes à região.

Guilherme Brito, gestor da Vila Prudente, na zona leste, é outro que vê na rede social um bom meio de se comunicar com a população. Ozziel Souza, prefeito da Cidade Tiradentes, no extremo leste, além de usar seu perfil pessoal, onde possui mais de quase 5.000 amigos, criou recentemente uma página oficial de mesmo nome. Nela o gestor publica postagens sobre seu cotidiano à frente da administração local.

Ozziel Souza na Praça das Artes, no centro de SP, durante transmissão ao vivo em 360º (Reprodução/Facebook)

Para os quatro prefeitos regionais, estar nas redes sociais tem dois objetivos muito claros: a divulgação dos trabalhos da prefeitura regional e a aproximação com a população. Em uma escala de importância, o segundo é até maior para alguns deles.

VEJA AINDA: Aplicativo de celular ajuda população de Itaquera a cobrar Prefeitura

NO ZAP

Atualmente, Mathias recebe cerca de 150 mensagens por dia e responde a todas no WhatsApp, normalmente em seu horário de almoço ou quando volta para casa no fim de expediente.

O gestor só não atende às chamadas. “É uma forma de dar uma resposta rápida para as pessoas e, principalmente, de se mostrar um gestor público próximo delas de verdade”, acredita.

Quando o assunto é alguma demanda por serviço em Pinheiros, a ideia é que os moradores o requisitem por meio das plataformas oficiais da Prefeitura Municipal para reclamações e solicitações – o 156 e o FAQ – e envie pelo WhatsApp da regional o número do protocolo de atendimento. O número do WhatsApp é: (11) 99224 -9477.

Conversa por WhatsApp entre moradores e prefeito regional (Repdoução/Facebook)

No fim de 2017, Mathias resolveu ir além e lançou o aplicativo “Pinheiros Digital”. Lançado no dia 12 de dezembro, a ferramenta possibilita aos moradores acompanhar os trabalhos de zeladoria realizados. Por meio de um mapa, o cidadão pode verificar a data e a foto de ações, como poda, reforma e limpeza de boca de lobo, pinturas, jardinagens, rebaixamento de guias, varrição e tapa buraco. Além disso, o app possui enquetes e o usuário pode eleger o que é prioridade, por exemplo.

Moradora de Pinheiros há 28 anos e integrante da Associação Amigos do Alto de Pinheiros, Ignez Barretto, 63, passou a usar o app. “Achei a parte de informações sobre os serviços muito boa. É importante ser transparente. O que eu não sei se vi muita utilidade é a parte da pesquisa. Você responde uma vez e não sei se vai voltar para responder de novo. Eu também senti falta de uma interação maior com o morador. Se eu visse lixo na rua, por exemplo, eu poderia reportar à regional imediatamente e isso seria bem interessante”, avalia.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura Regional de Pinheiros, até o dia 31 de dezembro de 2017, 1.537 pessoas haviam realizado  o download do “Pinheiros Digital”, disponível gratuitamente tanto em sistemas Android quanto em IOS.

Até o final do primeiro semestre, Mathias também planeja lançar um programa que que prevê uma gestão mais compartilhada, sobretudo na área de zeladoria.