TCM suspende licitação das linhas de ônibus em SP

Publicado em Categorias + Notícias, Mobilidade, São Paulo, Temas, Transporte públicoTags , ,

Tribunal de Contas do Município apontou 51 itens com falhas ou irregularidades, que devem ser esclarecidas em até 15 dias pela Prefeitura de São Paulo

Ônibus municipal na Vila Albertina, zona norte de SP (Paula Rodrigues/32xSP)

Nesta sexta-feira (8), o Tribunal de Contas do Município suspendeu a licitação do último edital das linhas de ônibus, lançado em maio deste ano, ainda na gestão Doria. O tribunal apontou 51 itens com falhas ou irregularidades para a suspensão.

A Prefeitura de São Paulo foi notificada, e o atual prefeito Bruno Covas (PSDB) deverá esclarecer apontamentos em até 15 dias. A abertura dos envelopes para a concessão das empresas aconteceria na próxima semana.

O edital das linhas de ônibus propunha reformular a organização das linhas de ônibus, diminuindo o número total, e ampliar a oferta de lugares nos veículos.

A reformulação seria implementada a partir do fim do ano que vem e seguiria até 2021. Em três anos, frota seria reduzida em 35%.

Atualmente, cerca de 9,3 milhões de passageiros trafegam pelo sistema, incluindo as integrações com CPTM e o Metrô. A frota contratada é de 14.457 ônibus, que diminuiria para 13.592 coletivos.

Segundo informações do portal Diário do Transporte, esta é a maior concorrência do setor no mundo. O valor dos contratos de 20 anos, que nas minutas estava em R$ 66 bilhões, subiu para R$ R$ 68,1 bilhões.

IMPACTO REGIONAL

A região sudoeste, que engloba Santo Amaro, Guarapiranga, Campo Limpo e Butantã, seria a mais afetada ao final das três fases de reconstrução, totalizando 64 veículos fora de circulação. A zona leste ocuparia a segunda posição com mais cortes, com 53 linhas a menos.

LEIA MAIS:
Sul e leste de SP serão as regiões com mais linhas de ônibus extintas

“Além de mim, grande parte da empresa em que trabalho utiliza desse mesmo micro-ônibus que está entre os que serão desativados, já que é a única linha que nos deixa mais próximo ao trabalho”, afirmou Erika Reinof, 21. Ela mora na zona leste, e para realizar o caminho ao trabalho, na zona norte, precisa pegar o 1016-10 (Cemitério do Horto – Shop. Center Norte), linha que seria substituída por outro trajeto após reformulação.

ASSISTA AINDA: