Top 10: prática expõe a vida íntima de meninas na zona sul

Listas virtuais nomeadas “Top 10” começaram a ganhar força nas escolas públicas do Grajaú e de Parelheiros, na zona sul, em 2014. A prática, que vai além do rankeamento dos estudantes considerados mais bonitos, expõe a vida sexual, principalmente de meninas. Os adolescentes produzem vídeos com nome e foto das colegas, usam termos como “as 10 mais vadias” e “as 10 mais lésbicas”, e divulgam o conteúdo em redes sociais e plataformas, como YouTube e Whatsapp. Humilhadas e sentindo-se inseguras nas escolas, algumas delas acabam abandonando os estudos e tentando o suicídio. Essa ação é chamada de cyberbullying, atitude agressiva sem motivação específica realizada pela internet.

Saúde e violência contra a mulher foram destaques em Jaçanã/ Tremembé

Jacira Reis, 59, moradora do Jardim Jaçanã, advogada, presidente do IDEAM Instituto de Defesa e Apoio da Mulher e representante da Rede Social Jaçanã/Tremembé foi uma das 17 pessoas a falar na audiência pública do Plano de Metas, ocorrida no último sábado (8), na região do Jaçanã/Tremembé. Em seus três minutos pediu uma casa para…

Tratamento da polícia a jovens é pior na zona sul, aponta pesquisa Ibope

A região sul da cidade de São Paulo tem a pior nota quando o assunto é o tratamento dos policiais aos jovens. De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) em parceria com a Rede Nossa São Paulo, a zona sul paulistana foi avaliada com nota 3,1, em uma escala que vai de 1 a 10. A pesquisa entrevistou 1001 pessoas entre os dias 8 de dezembro de 2016 e 4 de janeiro de 2017.

Número de crianças internadas por possíveis agressões cai 70% no Butantã

Cerca de 87.263 crianças de zero a 14 anos vivem nos distritos administrados pela Prefeitura Regional do Butantã, zona oeste da capital. Desse total, em 2015, apenas 13 delas foram internadas por motivos relacionados a possíveis agressões. Uma queda de 70% e o menor índice na região nos últimos seis anos. Em 2014, foram contabilizados…

Moradores falam de agressões a crianças e adolescentes no extremo norte da cidade

Desde 2013 o número de internações de crianças de 0 a 14 anos por motivos relacionados a possíveis agressões vem caindo na região do Jaçanã e do Tremembé, extremo norte da capital. Em 2013 foram 84 casos e em 2015, a quantidade caiu drasticamente para 17. É o que apontam os dados mais recentes do…

Subprefeitura de Perus tem o maior número de casos de agressão a idosos em SP

Entre lágrimas o aposentado José Maria do Souza, 67, morador de Perus, na zona norte da capital, conta sobre os abusos de agressão e extorsão do filho de 21 anos. “Ele se separou da esposa e foi para minha casa. Já quebrou o microondas e até me agrediu”. “Ele não paga luz, aluguel, nada. Chega o…

Subprefeitura do Ipiranga tem um dos menores índices de agressões contra crianças

A região do Ipiranga tem o que comemorar quando o assunto é agressão contra criança e adolescente. Em 2015, a subprefeitura se manteve como uma daquelas com menores índices da cidade de São Paulo. Entre as 88 mil crianças de zero a 14 anos, cinco delas sofreram internações por causas relacionadas a possíveis agressões. Divulgado…

Parelheiros, Perus e Itaim Pta. têm altos índices de mulheres internadas por agressão

“Nas sextas-feiras e finais de semana são quando aparecem mais mulheres machucadas. Tem mulher que apanha porque o marido não gostou de chegar em casa e não ter jantar pronto”, comenta Maria José Conceição, 50, assistente social em um hospital público na zona leste de São Paulo. De acordo com dados compilados pela Rede Nossa…