Uma das mais antigas, Ipiranga abriga a maior favela de São Paulo

“Ouviram do Ipiranga as margens plácidas”. Cantado já no primeiro verso do Hino Nacional Brasileiro, o Ipiranga é um dos bairros mais mais antigos e importantes de São Paulo. Batizado em referência ao Riacho do Ipiringa, onde foi proclamada a Indepência do Brasil, o local é ainda reduto de alguns dos principais patrimônios históricos da cidade, como o Museu Paulista (Museu do Ipiranga e o Parque da Independência.

Jovens usam comunicação para transformar e se aproximar de onde vivem

Iniciativa social criada por moradores do Campo Limpo, subprefeitura situada na periferia da zona sul de São Paulo, a Escola de Notícias se utiliza da comunicação como ferramenta para transformar a região. Além disso, promove a aproximação de jovens com o poder público local.

Subprefeitura do Ipiranga tem um dos menores índices de agressões contra crianças

A região do Ipiranga tem o que comemorar quando o assunto é agressão contra criança e adolescente. Em 2015, a subprefeitura se manteve como uma daquelas com menores índices da cidade de São Paulo. Entre as 88 mil crianças de zero a 14 anos, cinco delas sofreram internações por causas relacionadas a possíveis agressões.

A mais populosa, Campo Limpo também lidera quantidade de favelas de SP

Considerada a mais populosa da cidade, vivem na Subprefeitura do Campo Limpo, na zona sul, em torno de 650 mil pessoas, de acordo com a Coordenação de Subprefeituras. A região é também líder no número de residências em favelas no município, com 185 mil, segundo levantamento do Mapa das Desigualdade. São 120 vezes mais que na Sé e em Pinheiros, no centro expandido.

Parelheiros, Perus e Itaim Pta. têm altos índices de mulheres internadas por agressão

Os números baixos não significam que em regiões de classe média e alta as mulheres estejam distantes de sofrer violência.

Projeto Escola de Cidadania chega à Cidade Ademar, na zona sul

A Escola de Cidadania de Cidade Ademar e Pedreira, na zona sul, foi inaugurada no dia 13 de agosto, com sala cheia. Aproximadamente 100 moradores compareceram à aula sobre “Ética e Cidadania”, ministrada pelo professor da USP (Universidade de São Paulo), Clóvis de Barros Filho.

Especial: no Grajaú, poucos pontos ainda têm adesivo informativo

A modernização dos pontos de ônibus na região do Grajaú, zona sul de São Paulo, iniciada há cerca de dois anos, trouxe mais informação e melhorou na comodidade dos usuários do transporte público da região. No entanto, a não implantação de novos pontos e, principalmente, a falta de manutenção fizeram com que os modernos pontos de vidro perdessem os adesivos informativos que foram colocados no início, e os vidros de proteção das paradas viraram painéis de divulgação, principalmente de vendas e locações de imóveis.