Veja em qual situação você deve acionar a subprefeitura do seu bairro

18/07/2016 2:00 | Atualizado: 05/09/2016 9:58
Reportar erro Categorias Saiba maisTags ,

É só dar aquele pé d’água para a chuva e o vento forte levam muitas árvores chão abaixo, para que os córregos transbordem ou até mesmo que o lixo se acumule pela cidade. Cenas como essas são corriqueiras e se repetem a todo momento, seja por razão do clima ou por irresponsabilidade do próprio cidadão.…

É só dar aquele pé d’água para a chuva e o vento forte levam muitas árvores chão abaixo, para que os córregos transbordem ou até mesmo que o lixo se acumule pela cidade.

Cenas como essas são corriqueiras e se repetem a todo momento, seja por razão do clima ou por irresponsabilidade do próprio cidadão. Quando isso acontece, a quem recorrer? À subprefeitura. Ao todo, a cidade de São Paulo conta 32 sedes, que são responsáveis por atender a reclamações ligadas a obras e serviços.

A professora de educação física Valéria Santos, 35, moradora do Morumbi, na zona oeste da capital, embora nunca tenha solicitado algum serviço da Subprefeitura do Butantã, que abrange a sua região, já presenciou ocorrências costumeiras no bairro onde vive.

“Vejo muitas operações de coleta de árvores caídas e de lixo que é colocado em local inapropriado”, afirma. Essas são algumas entre a série de solicitações que podem ser feitas pela população por telefone, internet ou pessoalmente.

Maurício Piragino, mais conhecido por Xixo, diretor da Escola de Governo e coordenador do Grupo de Trabalho Democracia Participativa, a maior parte das pessoas não conhece as subprefeituras de seus bairros. “Quando se pensa em uma subprefeitura é preciso pensar no modelo de governança da cidade”, diz.

Para Xixo, não existe identificação do subprefeito com o local, com a população. “Quem que já pisou alguma alguma vez na subprefeitura? Nem 60%, 70% da população. É um lugar esvaziado, anêmico, que nao tem força política”, acrescenta.

Quem que já pisou alguma alguma vez na subprefeitura? Nem 60%, 70% da população. É um lugar esvaziado, anêmico, que nao tem força política.

Ainda não conhece a subprefeitura do seu bairro? Confira aqui ao qual delas o seu bairro pertence.

De acordo com a Coordenação de Subprefeituras, são disponibilizados cerca de 150 serviços, a partir das seguintes categorias:

Alvarás e Certificados;

Obras e Serviços;

Consulta e Processo;

Uso e Ocupação do Solo

Vistorias e Fiscalização.


Confira os principais meios atendimentos:

  • Central 156 (telefone): fornece informações e registra solicitações de serviços públicos municipais, 24 horas por dia e todos os dias da semana. Clique aqui para verificar os assuntos que podem ser esclarecidos e solicitados por meio da Central.
  • Sistema SAC: dúvidas em geral, pedidos de serviços, obras, fiscalização ou vistorias podem ser encaminhados via Sistema do Serviço de Atendimento ao Cidadão. Preencha o cadastro de sua solicitação aqui.
  • Praças de Atendimento das Subprefeituras: possibilitam o atendimento presencial para mais de 150 serviços prestados pela Prefeitura. Clique aqui para conhecer os serviços atendidos.
  • Ouvidoria Geral do Município: no caso de sugestões, elogios ou reclamações sobre a falta de resposta dos canais de atendimento dos órgãos municipais, solução insatisfatória, mau atendimento, ou, ainda se entender que seus direitos não foram garantidos, preencha o formulário no linktelefone 0800 17 57 17 das 9h às 17h; fax: 3334-7132 , ou se dirija pessoalmente à Avenida São João, 473 – 16º andar – Centro, CEP 01035-000 das 9h às 17h, bem como por carta no mesmo endereço.

Com informações da página da Coordenação das Subprefeituras