Os dez distritos em São Paulo que mais ganharão moradores até 2040

26/07/2016 13:41 | Atualizado: 02/06/2017 14:55
Reportar erro Categorias HabitaçãoTags ,

Do Estadão Projeções populacionais feitas pela Prefeitura de São Paulo para a capital paulista mostram quais são os distritos paulistanos que mais ganharão novos moradores nos próximos 25 anos. Em toda a cidade, o crescimento demográfico será de 10% até 2040, subindo de 11,5 milhões para 12,7 milhões de habitantes, de acordo com os cálculos feitos…

Do Estadão

Projeções populacionais feitas pela Prefeitura de São Paulo para a capital paulista mostram quais são os distritos paulistanos que mais ganharão novos moradores nos próximos 25 anos. Em toda a cidade, o crescimento demográfico será de 10% até 2040, subindo de 11,5 milhões para 12,7 milhões de habitantes, de acordo com os cálculos feitos pelo Departamento de Produção e Análise de Informação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano. Veja quais são os dez distritos que mais vão crescer nas próximas duas décadas:

10º lugar – VILA SÔNIA

Vizinho do Morumbi e alvo mais recente do mercado imobiliário, o distrito de Vila Sônia deve registrar um aumento populacional de 45% nos próximos 25 anos, subindo de 120.582 habitantes para 175.146. Neste período, deve ser concluída pelo governo do Estado uma estação da Linha 4-Amarela no bairro, facilitando o deslocamento para a região central e valorizando os imóveis.

9º lugar – IGUATEMI

Único distrito da zona leste de São Paulo entre os dez que mais ganharão moradores, o Iguatemi é habitado por muitos migrantes nordestinos e tem se desenvolvido nos eixos da avenida Ragueb Chohfi e, mais recentemente, do trecho leste do Rodoanel, inaugurado em 2014. Cálculos da Prefeitura estimam que o crescimento demográfico na região será de 49% até 2040, quando deverão morar ali 212.867 habitantes.

8º lugar – JARAGUÁ

Distrito que leva o nome do ponto mais alto da cidade, o pico do Jaraguá, na região noroeste de São Paulo, terá um crescimento demográfico acima de 50% nos próximos 25 anos, passando dos atuais 208.054 para 317.439 habitantes. O bairro apresenta uma topografia acidentada e uma bela paisagem do Parque Estadual do Jaraguá, que tem atraído construções de alto padrão.

7º lugar – BOM RETIRO

Fincado na região central de São Paulo, o Bom Retiro deve reverter nos próximos anos uma tendência de queda demográfica com os incentivos fiscais e urbanos para novas construções no centro da cidade. As projeções apontam que o número de moradores na localidade subirá de 38.288 para 59.250 habitantes, uma alta de 54%.

6º lugar – PARELHEIROS

Situado no extremo da zona sul, Parelheiros é o segundo maior distrito paulistano em extensão territorial e é coberto, em grande parte, por reservas ambientais de Mata Atlântica, incluindo parte das bacias das represas Billings e Guarapiranga. A expansão urbana nessas áreas de mananciais fará com que a população do bairro cresça 55% até 2014, subindo de 148.298 para 230.104 habitantes.

5º lugar – CAMBUCI

Vizinho de bairros já bastante adensados e verticalizados, como Aclimação, Mooca e Vila Mariana, o Cambuci começa a virar alvo do mercado imobiliário. As projeções demográficas mostram que a população do distrito que fica colado à Sé e que reúne setores residenciais, comerciais e industriais, deve crescer 58% até 2040, saltando dos atuais 41.984 habitantes para 66.496 moradores.

4º lugar – MORUMBI

Tradicional bairro residencial de alto padrão, o Morumbi, na zona sul, continuará crescendo e deve ser o quarto distrito que mais receberá moradores nos próximos anos. A população da região onde ficam 8 vezes mais do que a média de crescimento da cidade no período. Em 2040, a capital paulista deverá contar com 12,7 milhões de pessoas.

3º lugar – VILA LEOPOLDINA

Originamente ocupado por galpões industriais, a Vila Leopoldina, na zona oeste paulistana, sofre um intenso processo de verticalização que deverá mais do que dobrar a população do distrito. A população da região subirá 118% nos próximos 25 anos, passando de 48.590 para 105.870 habitantes, de acordo com cálculos feitos pelo Departamento de Produção e Análise de Informação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano.

2º lugar – ANHANGUERA

Situado no extremo noroeste de São Paulo, o distrito Anhanguera também verá sua população triplicar até 2040. As projeções da Prefeitura mostram que a região que ainda concentra grandes áreas verdes e mescla atividades rurais com industriais às margens da Rodovia Anhanguera chegará a 2040 com 280.156 habitantes, 215% a mais do que os atuais 88.883 moradores. O adensamento se intensificou após a conclusão do trecho oeste do Rodoanel, em 2002.

1º lugar – VILA ANDRADE

Símbolo dos contrastes sociais de São Paulo, a Vila Andrade, na zona sul, é o distrito paulistano que mais vai crescer demograficamente nos próximos 25 anos. Projeções feitas pela Prefeitura apontam que a população da região onde ficam o Panamby, que ainda preserva áreas verdes nativas como o Parque Burle Marx, e a favela Paraisópolis, a segunda maior da cidade, irá triplicar até 2040, passando dos atuais 172.062 para 550.514 habitantes, uma alta de 220%.