Em prédio histórico, Vila Guilherme ganha a sua primeira Casa de Cultura

27/07/2016 21:30 | Atualizado: 09/11/2017 11:54
Reportar erro Categorias Cultura, Lazer, Vila Maria/Vila GuilhermeTags , ,

O prédio, que se confunde com a história do próprio distrito, é o primeiro equipamento cultural da Vila Maria/ Vila Guilherme

Alguns moradores chamam de casarão da Vila Guilherme. Outros, de antigo Grupo Escolar Vila Guilherme, que foi a primeira escola do bairro homônimo, ou chamam até de antiga administração regional da subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme. Desde o início de junho, o imóvel que ocupa o número 110 da Praça Oscar da Silva, ganhou um novo nome: Casa de Cultura da Vila Guilherme. O prédio, que se confunde com a história do próprio distrito, é o primeiro equipamento cultural da região administrada pela subprefeitura.

Segundo os dados do Observatório Cidadão, até o ano de 2014 não havia uma única casa, centro ou espaço cultural na Subprefeitura da Vila Maria/ Vila Guilherme. Por esse motivo, a Casa de Cultura da Vila Guilherme tem mobilizado bastante a população e já tem até quem faça planos para o local. Bruno Rodrigues, 32, por exemplo, é morador da região e pretende organizar uma oficina de instrumentos musicais. Já Ana Beatriz Gonçalves, 18, definiu qual é sua preferência: ela quer ter aulas de teatro.

Por lá, já estão em funcionamento algumas atividades, como aulas de hip-hop e ensaios de peças teatrais feito por grupos que vão se apresentar em outras regiões da cidade. Além disso, a Casa de Cultura conta com mesas de pingue pongue, tabuleiros de xadrez e uma pista de skate para se divertir.

Tombado pelo patrimônio histórico, o edifício passou por reformas nos último anos e os reparos foram complexos, já que não foi permitido realizar grandes reformas devido ao seu tombamento. “Ficou muito lindo”, afirma Maria Rodrigues, 63, que chegou a estudar no prédio quando ali ainda funcionava uma escola.

Responsável pelo gerenciamento do local, Rogério Fonseca, 32, afirma que algumas adequações ainda precisam ser feitas. Ele está avaliando, por exemplo, a possível implantação de um elevador para facilitar a acessibilidade.

Nelson Marques, 51, é ator, conselheiro municipal e coordenador do Grupo de Trabalho em Cultura do Conselho Participativo da Vila Guilherme. Segundo ele, não foi um processo fácil para conseguir a nova Casa de Cultura. “Nós indicamos três obras prioritárias: o Hospital Municipal Vermelinho (José Storopolli), que fica próximo ao Parque Novo Mundo; o Futuro CEU do Parque Novo Mundo; e o Casarão da Vila Guilherme”. Todas essas obras foram obtidas diretamente com decreto do prefeito, sem a necessidade de um projeto de lei.

A Casa de Cultura da Vila Guilherme funciona de terça à sexta, das 10h às 20h, na Praça Oscar da Silva, 110 – Vila Guilherme.