População das zonas norte e leste é prejudicada com a não construção dos novos CEUs

06/10/2016 12:26 | Atualizado: 19/10/2016 15:08
Reportar erro Categorias Cultura, Educação, Esporte, Lazer, Zona LesteTags , ,

De acordo com o Plano de Metas (2013-2016), o atual prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT) deveria entregar até o fim da sua gestão, 20 novos equipamentos, porém até o momento, apenas o CEU Heliópolis foi entregue à população. A justificativa é a falta de dinheiro e as zonas norte e leste acabaram prejudicadas. A…

De acordo com o Plano de Metas (2013-2016), o atual prefeito da cidade, Fernando Haddad (PT) deveria entregar até o fim da sua gestão, 20 novos equipamentos, porém até o momento, apenas o CEU Heliópolis foi entregue à população. A justificativa é a falta de dinheiro e as zonas norte e leste acabaram prejudicadas.

A Prefeitura de São Paulo alega que a falta de recursos travou a realização das obras, orçadas em R$ 950 milhões. Para tirar os projetos dos outros 19 CEUs (Centros Educacionais Unificados) do papel, Haddad pediu empréstimo ao governo federal.

Porém, esses recursos demoraram e foram garantidos somente em junho do último ano. A verba federal bancaria de 30% a 50% das unidades e a união seria responsável por R$ 149,4 milhões dos R$ 400 milhões, que inicialmente seriam gastos no primeiro lote, com a construção de oito CEUs: dois na zona norte (Freguesia do Ó e Parque Novo Mundo), e outros seis na zona leste (Carrão/Tatuapé, José de Anchieta, José Bonifácio/São Pedro, Parque do Carmo, São Miguel Paulista e Vila Prudente) e fossem entregues em no máximo 12 meses.

Segundo dados do site Planeja Sampa, que monitora as ações da Prefeitura, o CEU Novo Mundo, situado no distrito da Vila Maria, possui 77,5% de sua obra concluída, porém não há uma data para a sua inauguração.Para o morador Neílson de Andrade, 65, “a região possui grandes necessidades sociais, culturais e esportivas e este equipamento trará recursos para o desenvolvimento dos bairros vizinhos. Aqui existem cerca de 20 mil famílias e todos estão ansiosos para a inauguração do CEU”, finaliza.

O CEU Jambeiro foi inaugurado em 2003
O CEU Jambeiro foi inaugurado em 2003/ Foto: Eduardo Micheletto

Criado em 2001, durante a gestão da então prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, os CEUs possuem 46 unidades espalhadas pelos municípios de São Paulo, Osasco e Guarulhos. Cerca de 120 mil alunos são beneficiados. Cada equipamento conta com um Centro de Educação Infantil (CEI) para crianças de 0 a 3 anos; uma Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) para alunos de 4 a 6 anos; e uma Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF), que também oferece Educação de Jovens e Adultos (EJA). Além disso, todos os CEUs são equipados com quadra poliesportiva, teatro (que também é utilizado como cinema), playground, piscinas, biblioteca, telecentro e espaços para oficinas e reuniões.

Segundo Antônio de Souza, 35, morador e frequentador do CEU Jambeiro, localizado na região de Guaianases, “o espaço aproxima a comunidade e as atividades oferecidas ajudam a mudar o dia a dia dos moradores”, conclui.

 

Foto: Divulgação