Covas anuncia os primeiros 20 prefeitos regionais da gestão João Doria

01/12/2016 15:31 | Atualizado: 02/06/2017 15:30
Reportar erro Categorias Política, Saiba maisTags

Nesta quinta-feira, 1º, foram anunciados os 20 prefeitos regionais da cidade de São Paulo dos 32 que tomam posse dia 1º de janeiro de 2017 junto com o prefeito eleito João Dória (PSDB) e os 22 secretários para a Prefeitura de São Paulo. O anúncio não contou com a presença de Dória, que foi representado pelo…

Nesta quinta-feira, 1º, foram anunciados os 20 prefeitos regionais da cidade de São Paulo dos 32 que tomam posse dia 1º de janeiro de 2017 junto com o prefeito eleito João Dória (PSDB) e os 22 secretários para a Prefeitura de São Paulo. O anúncio não contou com a presença de Dória, que foi representado pelo Secretário de Governo, Julio Semeghini, e pelo  vice-prefeito eleito, Bruno Covas, que também assume a Coordenação das Prefeituras Regionais.

Na ocasião, antes de anunciar prefeitos regionais, antes chamados de subprefeitos, Semeghini, afirmou a importância das prefeituras regionais e falou da escolha dos eleitos. “Foi uma escolha bastante dura, passada por critérios definidos pelo Bruno [Covas] com a toda a equipe de transição, e aprovados pelo prefeito João Dória”, afirmou.

Para o secretário, o novo prefeito local vai assumir uma importante missão “porque é quem vai estar lá na ponta, em todo canto da cidade, conversando com a população, vendo os problemas, se as políticas transversais e os programas regionais estão sendo, na verdade, implementados”, reiterou.

Dentre os 20 anunciados, apenas duas mulheres compõem o quadro. A assistente social Rita de Cássia Corrêa Madureira vai administrar a região do M’Boi Mirim, no extremo sul da capital paulista, enquanto a ex-delegada Rosmary Corrêa vai encabeçar a prefeitura regional de Santana, na zona norte.

Rita de Cássia é formada em Serviço Social, possui 40 anos de experiência na área de habitação popular, tendo atuado nos programa Guarapiranga e Mananciais, dentre outros projetos. Atualmente trabalha na Camargo Corrêa, onde responde pela ação social das obras de canalização do Córrego Ponte Baixa.

divulgacao-pref-reg-2
Prefeitos regionais anunciados na manhã dessa quinta-feira     Foto: Vagner de Alencar

Já Rosmary é delegada de polícia aposentada, implantou a primeira Delegacia de Defesa da Mulher no mundo, foi deputada estadual por quatro mandatos, secretária da Criança, Família e Bem-Estar Social e subsecretária de Assuntos Parlamentares do Governo de São Paulo. É presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina.

O secretário de governo Julio Semeghini mencionou a extinção de algumas secretarias, como a de serviços e licenciamento, para o que chama de novo modelo de gestão. A troca de subprefeituras para prefeituras regionais emerge dessa vontade, que tem na pauta a pretensão de torná-las mais autônomas, além de garantir mais investimentos orçamentários.

“Estamos discutindo com os secretários um novo modelo, que de força. O João [Dória] sempre falou que queria empoderar as prefeituras regionais, com orçamento e autonomia, e mais responsabilidade com relação à sociedade”, disse o secretário, afirmando que, em breve, será anunciado o novo modelo descentralizador.

Leia mais: Prefeito eleito, João Doria deve substituir subprefeituras por prefeituras regionais

Questionado sobre loteamento na escolha dos novos prefeitos regionais, que conta com alguns nomes ligados ao PSDB, além de ex-policiais, jornalistas e advogados, Covas garantiu não tê-lo havido, ressaltando que Dória lhe atribuiu “total liberdade” na decisão do novo quadro de prefeitos locais.

Segundo ele, entre os critérios se basearam em: estar com ficha limpa, análise do histórico acadêmico e capacidade de relacionamento com a comunidade. “Dentro desses critérios, inúmeras pessoas mandaram currículo e se apresentaram como candidatos. Não houve apontamentos por parte de Dória, se esse ou aquele deveria contemplar vereador A ouB. Muitos dos nomes ficaram até surpresos quando receberam ligação do convite”, afirmou o vice-prefeito eleito.

Na apresentação dos perfis dos eleitos, apenas Antonio Eduardo dos Santos constava que vivia na região para a qual foi designado. Mais conhecido como Chiquinho 90, o novo prefeito regional reside há 54 anos em Guaianases, na zona leste.

O 32xSP perguntou ao vice-prefeito quais dos novos prefeitos locais realmente vivem nas regiões que administrarão. O secretário da pasta garantiu que “o critério foi relacionamento com a região”. “Muitos moram nos bairros em que são os prefeitos regionais. Ninguém está indo ser prefeito de uma área que nunca ouviu falar”, respondeu Covas, solicitando que levantassem as mãos os prefeitos que realmente moram nos bairros administrados. A maioria levantou e Covas garantiu que, na próxima indicação dos 12 restantes, que haverá a relação do bairro onde cada um reside.

Confira quem são os primeiros 20 novos prefeitos regionais:

Aricanduva – Luiz Carlos Frigerio é arquiteto concursado da prefeitura de São Paulo, onde atuou, dentre outras áreas, na subprefeitura da Vila Maria. Foi assessor especial do prefeito Mário Covas, com quem trabalhou também no Senado e no governo do Estado. Também foi Superintendente da Fiscalização de Transportes da ARTESP, onde hoje é assistente da Diretoria de Planejamento e Logística.

Butantã – Paulo Vitor Sapienza, consultor e bacharel em Direito, com especialização em direito e ciências políticas. Foi Coordenador do SOS Criança no governo Mario Covas e diretor da divisão norte da Secretaria Estadual de Ação Social, além de assessor parlamentar e chefe de gabinete na Assembleia Legislativa.

Cidade Ademar – Júlio Carreiro, químico com especialização em gestão ambiental, professor universitário e voluntário em projetos sociais, foi diretor do Parque Raposo Tavares e gerente de projetos de políticas públicas na Fundação Prefeito Faria Lima – CEPAM. Atualmente é assistente técnico na diretoria de Gestão da Cetesb.

Cidade Tiradentes – Oziel Evangelista de Souza é bacharel em Sociologia e Política. Foi diretor da Casa de Cultura de Cidade Tiradentes, assessor da subprefeitura e atuou na realização das eleições dos conselhos municipais de Saúde, Juventude e Habitação. Trabalha na organização social Catavento Cultural e Educacional, onde é responsável pela implementação do projeto Fábricas de Cultura na Zona Leste.

Guaianases – Antonio Eduardo dos Santos, o Chiquinho 90, advogado com pós-graduação em gestão pública, mora no bairro há 54 anos. Foi coordenador do Programa Parceiros do Futuro na Secretaria Estadual da Educação e coordenador de Assistência e Desenvolvimento Social da Subprefeitura de Guaianases. Hoje trabalha na Casa Civil do Governo de São Paulo.

Itaim Paulista – José Denycio Pontes Agostinho, economista e empresário, atuou no movimento de emancipação política de Itaim Paulista. Foi vereador em São Paulo, secretário de várias pastas em Tangará da Serra (MT), e assistente técnico da Administração Regional de São Miguel Paulista.

Jaçanã – Alexandre Baptista Pires, formado em publicidade com pós-graduação em gestão pública e especialização em marketing político, é sócio proprietário da agência de publicidade “Elege”. Foi assessor na Câmara Municipal de São Paulo epresidente fundador do Rotaract Jaçanã.

Lapa – Carlos Fernandes, administrador de empresas, foi subprefeito da Lapa, empresário do setor gráfico, superintendente de transporte público da SPtrans, onde dirigiu o grupo de combate à fraude no Bilhete Único. Foi secretário-adjunto de Gestão do Estado e coordenou a criação de 35 unidades do Poupatempo. É coordenador de Tecnologia da Informação na Secretaria da Agricultura.

M’Boi Mirim – Rita de Cássia Corrêa Madureira, é formada em Serviço Social, com diversos cursos de especialização. Têm 40 anos de experiência na área de habitação popular, tendo atuado nos programa Guarapiranga e Mananciais, dentre outros projetos. Atualmente trabalha na Camargo Corrêa, onde responde pela ação social das obras de canalização do Córrego Ponte Baixa.

Penha – Jurandir Junqueira Junior, consultor e major da reserva da PM, condecorado com a Medalha de Mérito Pessoal Grau Máximo, é bacharel em Ciências Policiais da Segurança e Ordem Pública pela Academia do Barro Branco. Tem pós-graduação em Ouvidoria Pública e Privada e diversos cursos de especialização. Foi assessor especial da presidência da São Paulo Turismo.

Perus – Eduardo Cerveira Rosmaninho, administrador de empresas, é empresário com ampla experiência comercial no bairro há mais de duas décadas e forte atuação na Associação Comercial de São Paulo. Foi presidente da Sociedade de Amigos da Vila Jaguara por 10 anos.

Pinheiros – Paulo Mathias é formado em Gestão Pública. Foi presidente da Juventude do PSDB por duas gestões e coordenador do Programa Escola da Família da Secretaria Estadual de Educação. Foi candidato a deputado estadual em 2014 e um dos coordenadores da campanha de João Dória à Prefeitura.

Pirituba – Ivan Lima, engenheiro pós-graduado em administração, é consultor e professor universitário, com larga atuação na área de logística de empresas privadas. Foi engenheiro da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras e da EMAE. Hoje, atua na Companhia Paulista de Obras e Serviços. Militante negro, foi presidente da Escola de Samba Prova de Fogo de Pirituba.

Santana – Rosmary Corrêa, delegada de polícia aposentada, implantou a primeira Delegacia de Defesa da Mulher no mundo, foi deputada estadual por quatro mandatos, secretária da Criança, Família e Bem-Estar Social e subsecretária de Assuntos Parlamentares do Governo de São Paulo. É presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina.

Santo Amaro – Roberto Arantes Filho, bacharel em Direito, com MBA em Gestão. Foi chefe de gabinete e coordenador de Relações Institucionais naSecretaria dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, onde está desde 1996. Coordenou o projeto do veículo leve sobre trilhos (VLT) na Baixada Santista e os serviços de mobilidade da Copa do Mundo em 2014.

São Mateus – Fernando Elias Alves de Melo, técnico em edificações e engenheiro civil, começou como estagiário de engenharia na subprefeitura de São Mateus, onde foi engenheiro, coordenador de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e subprefeito. Também atuou como engenheiro da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras.

São Miguel – Edson Marques, é jornalista, com mestrado em Comunicação e Tecnologias Educativas e pós-graduação em Comunicação Jornalística. Foi coordenador-geral do Gabinete da Administração Regional de Itaquera e chefe de gabinete na Subprefeitura de São Miguel. Integrou os quadros da CDHU, onde coordenou o Programa Paulista de Mutirões. É assessor parlamentar na Assembleia Legislativa.

Sapopemba – Benedito Gonçalves Pereira, bacharel em administração, ciências contábeis, direito e história, é contador na Prefeitura, com 37 anos de experiência e atuação em diversos órgãos municipais, dentre eles as secretarias de Abastecimento e de Administrações Regionais, além do Tribunal de Contas do Município.

– Eduardo Odloak é técnico em edificações, administrador, com especialização em marketing. Foi subprefeito da Mooca e presidente do Conselho Estadual da Juventude. Atualmente é assessor da Presidência da EMPLASA, onde coordenou a agenda Metropolitana.

Vila Mariana – Benedito Mascarenhas Louzeiro, é jornalista e servidor da Universidade Federal de São Paulo. Trabalhou no Ministério da Educação, na Casa Civil do governo estadual e atualmente é coordenador da Assessoria de Relações Institucionais da Secretaria Estadual de Educação.

 

Foto: Flickr