Busque e compare dados de mais de 100 indicadores no Observatório Cidadão

11/01/2017 10:25 | Atualizado: 02/06/2017 15:16
Reportar erro Categorias Saiba maisTags ,

Vila Prudente é a campeã em lugares públicos para praticar esportes, Aricanduva diminui mortes no trânsito e mortes por Aids triplicou em Perus são algumas das mais de 100 matérias publicadas no 32xSP. Abordados em quase 100% das reportagens, esses índices que mostram sobretudo, as diferenças existentes da cidade de São Paulo são extraídos do…

Vila Prudente é a campeã em lugares públicos para praticar esportes, Aricanduva diminui mortes no trânsito e mortes por Aids triplicou em Perus são algumas das mais de 100 matérias publicadas no 32xSP.

Abordados em quase 100% das reportagens, esses índices que mostram sobretudo, as diferenças existentes da cidade de São Paulo são extraídos do Observatório Cidadão, ferramenta disponibilizada pela Rede Nossa São Paulo. Ele reúne um conjunto de mais de 100 indicadores sociais, ambientais, econômicos, políticos e culturais sobre a cidade de São Paulo e cada uma de suas 32 prefeituras regionais. Alguns desses dados compõem o Mapa da Desigualdade.

Desde 2008, os dados do “Mapa da Desigualdade” são acompanhados, avaliados e monitorados pela Rede Nossa São Paulo. Eles são organizados por áreas temáticas que vão de acessibilidade e educação à mobilidade e meio ambiente, com suas definições e fontes.

Por dentro do Observatório

Quer saber quantos crianças moram em cada região? Basta pesquisar no indicador “Infância e Adolescência”. Quantas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) têm na sua prefeitura regional? Só se dirigir à “Saúde”. Ou mortes por atropelamento, no trânsito e até por bicicleta? O clique deve ser feito em “Transporte/acidentes de trânsito”.

A partir de seus respectivos números, gráficos, séries históricas e outros dados é possível, não apenas comparar as prefeituras regionais, como também os seus distritos. Essa busca está disponível de modo acessível e bastante simples. Podem ser feitas na plataforma virtual, a partir dos “Indicadores separados por eixos” ou “Indicadores separados por região”.

Na busca feito pelos eixos, separados por ordem alfabética, cada indicador principal possui um ou mais subindicadores. Em outras palavras, em “Acessibilidade”, por exemplo, pode-se verificar a quantidade de frota de ônibus com acessibilidade para pessoas com deficiência.

Já no indicador “Saúde” são 18 subcategorias, como “tempo de vida”, “Unidades Básicas de Saúde”, “gravidez na adolescência”, “mortalidade materna” e “mortalidade por neoplasias (câncer)”. Enquanto “Cultura” analisa oito itens como acervos de livros infantis e adultos, centros culturais, cinemas, teatros, entre outros; e em “Transporte/mobilidade urbana” é possível avaliar desde a quantidade de “ciclovias exclusivas” até o “índice de congestionamento”.

Ao buscar por eixo, esses índices avaliam os números absolutos da cidade de São Paulo que tem mais de 12 milhões de habitantes.

Por prefeitura regional

Saindo do macro para o micro, o visitante pode desviar a lupa sobre a cidade, que conta com uma área de 1.522,00 km², segundo dados de 2014, para observar esses indicadores sob a ótica local. A opção é a “Indicadores por região”. Nela, estão elencadas as 32 prefeituras regionais, também dispostas por ordem alfabética, ou seja, de Aricanduva/ Vila Formosa à Vila Prudente.

Ao clicar na sua escolhida, Butantã, por exemplo, são apresentados ainda seus respectivos distritos. No caso, o Morumbi, o Butantã, o Raposo Tavares, o Rio Pequeno e a Vila Sônia. Dessa maneira, ainda é possível avaliar e comparar os dados também por meio dos distritos.

Além dessa comparação, que mostra um ranking com: alta/melhor; acima da média; média; abaixo da média; e baixa/ pior, é possível verificar a série histórica, gráficos e o fator desigualdade, onde pode se fazer a comparação com o(a) pior e com o(a) mais alta.

Ao pesquisar sobre “gravidez na adolescência” no M’Boi Mirim, por exemplo, a série histórica mostra que em 2003 nasceram 10.801 crianças vivas, cujas mães, 1.762 delas, tinham 19 anos ou menos. Doze anos depois, essa taxa caiu para 10.495. O usuário verá ainda que esse índice que é um dos piores entre as 32 prefeituras regionais. Ao contrário de Santo Amaro, também na zona sul, que detém as melhores taxas.