Itaim Paulista e Sapopemba têm menor área verde por habitante em SP

09/12/2019 20:48
Reportar erro Categorias Itaim Paulista, Meio Ambiente, SapopembaTags ,

As duas subprefeituras têm, em média, 3,70 m² e 3,65 m² de cobertura vegetal por pessoa; OMS recomenda um mínimo de 12 m² de área verde por morador

Parque Chácara das Flores, no Jardim Bartira, pertencente à subprefeitura do Itaim Paulista (Eduardo Silva/32xSP)

Itaim Paulista e Sapopemba, na zona leste de São Paulo, são as subprefeituras com menos áreas verdes por habitante no município. Enquanto a Organização Mundial da Saúde recomenda um mínimo de 12 m² de área verde por pessoa (cobertura vegetal, arbórea e rasteira), as duas regiões possuem uma média de 3,70 m² e 3,65 m², respectivamente.

Até dois anos atrás, o posto era da subprefeitura de Cidade Ademar, na zona sul. A regional passou de 0,74 m² por habitante, em 2017, para 16,82 m² no último ano, segundo o Mapa da Desigualdade, da Rede Nossa São Paulo.

Na outra extremidade, a subprefeitura de Parelheiros (composta pelos distritos de Parelheiros e Marsilac), também na zona sul, possui 86,5% de seu território formado por áreas verdes — chegando a média de 2.086 metros quadrados de cobertura por habitante.

LEIA TAMBÉM:
Quais são os distritos com mais área verde em SP?

De acordo com o Plano de Metas 2017-2020, da gestão do ex-prefeito João Doria (PSDB), a Prefeitura de São Paulo tinha o objetivo de plantar 200 mil árvores no município.

Sob responsabilidade da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), a prioridade eram as 10 subprefeituras com menor cobertura vegetal: Aricanduva, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Itaim Paulista, Jabaquara, Mooca, Sapopemba, Sé, Vila Mariana, Vila Prudente.

Durante os dois primeiros anos da gestão, foi feito o plantio de 54.259 novas árvores na cidade — sendo 18.934 mudas de árvores em 2017 e 35.325 no ano de 2018. No Itaim Paulista foram plantadas apenas 184 mudas de árvores entre janeiro de 2017 e março de 2018. Em Sapopemba, 299.

Em abril de 2019 — após alteração no plano de metas anterior –, a projeção passou a ser plantar 50 mil novas mudas de árvore no município até o fim da gestão Bruno Covas (PSDB), em 2020.

VEJA TAMBÉM:

Subprefeituras de SP gastam R$ 4,6 milhões por mês com podas de árvores