Em tempos de coronavírus, o que dizem as subprefeituras de SP?

17/03/2020 10:32 | Atualizado: 25/03/2020 13:37
Reportar erro Categorias + Notícias, SaúdeTags

As 32 subprefeituras usam o site e as redes sociais para repassar informações; o estado de São Paulo registra 152 casos confirmados do COVID-19

O número de casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19) no estado de São Paulo subiu de 136 para 152 em 1 dia, de acordo com último balanço do Ministério da Saúde divulgado na segunda-feira (16).

Para evitar a propagação do vírus, a Prefeitura da capital paulista, o governo de São Paulo e demais órgãos anunciaram algumas medidas e recomendações, como suspensão de aulas e cancelamentos de eventos que gerem aglomerações de pessoas (confira mais abaixo).

Nas 32 subprefeituras da cidade, as praças de atendimento só funcionarão para serviços que não podem ser solicitados via 156 e terão de ter agendamento prévio.

LEIA TAMBÉM:
Conheça os serviços prestados à população na subprefeitura da Sé

Na última semana, a Secretaria Municipal das Subprefeituras publicou em seu site um guia informativo sobre quando a população deve procurar uma unidade de saúde. Em outra publicação, em que fala sobre a diferença de sintomas entre o coronavírus e o vírus da influenza, a pasta diz que:

“Quem apresentar sintomas como febre, cansaço e tosse pode buscar uma das 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital, deixando a rede de emergência (como hospitais e prontos-socorros) apenas para os casos mais graves de saúde ou para as pessoas pertencentes aos grupos de risco”.

Fazem parte desse grupo de risco as pessoas com idade a partir de 60 anos e os portadores de doenças crônicas graves e imunodeprimidos.

CONFIRA:
Ministério da Saúde e SUS lançam app com informações sobre coronavírus

Subprefeitura do Butantã, na zona oeste de São Paulo (32xSP)

A Subprefeitura Butantã divulgou no começo do mês uma campanha de prevenção contra o COVID-19. Outras cinco sedes também prepararam informativos no site ou republicaram conteúdos da Secretaria Especial de Comunicação na última semana, sendo elas as subprefeituras Capela do Socorro, Cidade AdemarCidade Tiradentes, , Vila Mariana.

MEDIDAS PREVENTIVAS

Educação: As escolas públicas e particulares começam a ser fechadas a partir da segunda-feira (16). O mesmo se aplica a universidades públicas, como a USP, Unesp e Unifesp, e instituições particulares. A Prefeitura estuda possibilidades de como manter a alimentação das crianças.

Lazer: A Prefeitura, por meio da Subprefeitura Sé, comunicou a suspensão do Programa Ruas Abertas, exclusivamente no âmbito da avenida Paulista, no último domingo (15).

Eventos culturais: A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) adiou todos os eventos organizados pela pasta por tempo indeterminado. Além disso, todos os museus e bibliotecas do estado ficarão fechados nos próximos dias. Também há a interrupção da programação do Centro Cultural São Paulo e de atividades nos 46 CEUs (Centros Educacionais Unificados) da cidade.

Saúde: Na cidade de São Paulo, foi anunciado o aumento de 600 leitos de UTI. Também há a previsão de aumentar a quantidade de unidades básicas de saúde que funcionam durante toda a semana na capital.

Transporte público: Ônibus, trens e o Metrô seguem funcionando normalmente. A higienização de trens e estações será intensificada e os ônibus serão lavados a cada término de viagem com água sanitária. Nos banheiros também haverá limpeza mais frequente e uma maior reposição de sabonetes.

Mobilidade: O rodízio municipal será suspenso. A Prefeitura orienta que idosos não usem os ônibus nos horários de pico.

Emprego: O Mutirão do emprego, que seria realizado no último sábado (14) pela Subprefeitura Lapa, foi cancelado.

Câmara Municipal de São Paulo: O acesso à Câmera será liberado apenas a vereadores, funcionários e fornecedores. Reuniões, eventos e visitações estão suspensas.

Centro de Referência do Idoso: Os CRIs, que prestam atendimento médico e odontológico aos idosos, foram fechados. Eles fazem parte da Secretaria de Estado da Saúde.

NAS REDES SOCIAIS

Prefeituras regionais voltam a ser ‘subprefeituras’
Subprefeitura de Itaquera, na zona leste de São Paulo (Raquel Porto/32xSP)

Em seus perfis no Instagram, 18 subprefeituras não publicaram sobre o coronavírus ou interrupção de atividades na cidade: ParelheirosM’Boi MirimButantãCasa Verde/CachoeirinhaCidade AdemarSapopembaPerus/AnhangueraVila PrudenteAricanduva/Formosa/CarrãoFreguesia/BrasilândiaErmelino MatarazzoSanto AmaroCidade TiradentesSão Miguel PaulistaJaçanã/TremembéSantana/TucuruviPirituba/Jaraguá e Capela do Socorro.

As postagens das subprefeituras que divulgaram informações sobre a epidemia giram em torno do cancelamento de eventos, formas de prevenção e alteração de serviços. São elas: Vila MarianaGuaianasesPinheirosLapaSão MateusIpirangaCampo LimpoItaqueraVila Maria/Vila Guilherme, Itaim Paulista, PenhaMooca.

ONDE ENCONTRAR UMA UNIDADE DE SAÚDE

A Prefeitura de São Paulo disponibiliza um mapa em que dá para procurar a unidade de saúde mais próxima da pessoa que está com suspeita do coronavírus. Acesse: Busca Saúde.