Como denunciar comércios mantidos abertos durante a quarentena

25/03/2020 19:37 | Atualizado: 07/04/2020 17:02
Reportar erro Categorias + Notícias, Centro, São Paulo, Saúde, Zona Leste, Zona Norte, Zona Oeste, Zona SulTags , ,

Desde 24 de março, o estado decretou quarentena; apenas serviços considerados essenciais podem permanecer abertos durante os próximos 15 dias

A Prefeitura de São Paulo implementou o serviço para denunciar comércio que se manteve aberto durante a crise do coronavírus.

Desde o dia 24 de março, o governo estadual decretou quarentena em todo o estado, o que significa que apenas serviços considerados essenciais podem permanecer abertos durante esse período. Inicialmente, a medida terminaria em 7 de abril, mas foi prorrogada por mais 15 dias.

Apenas serviços essenciais podem permanecer abertos durante a quarentena (32xSP/Léu Britto)

Aqueles estabelecimentos que descumprirem a medida terão interdição imediata das atividades e, em casos de persistência, poderão ter a Licença de Funcionamento cassada. Entretanto, as vendas por meio de aplicativos, internet ou instrumentos similares continuam sendo permitidas.

LEIA MAIS
– Coronavírus: temendo contaminação, atendentes de call center protestam em SP
– Campanha de vacinação contra a gripe começa no dia 23 de março

A medida foi tomada para evitar a disseminação no novo coronavírus. De acordo com boletim do Ministério da Saúde, divulgado no dia 6 de abril, o estado de São Paulo tem 4.866 casos confirmados de covid-19 e 304 óbitos pela doença.

COMO DENUNCIAR

Basta ligar para o SP156 e discar primeiro o número 0 e depois o 4. Ou ainda, clicar aqui. O serviço é gratuito.

As denúncias são registradas em sistema para providência dos órgãos competentes. Qualquer pessoa pode denunciar, precisa apenas do nome, tipo e endereço do estabelecimento, além da indicação da data e horário em que ele estava aberto.