São Paulo tem 65 mil casos confirmados de covid-19 até o final de maio

04/06/2020 17:08
Reportar erro Categorias + Notícias, SaúdeTags ,

Grajaú é o distrito da capital com mais pessoas infectadas com casos leves do novo coronavírus; Brasilândia e Sapopemba têm o maior número de mortes

Distrito da Brasilândia, na periferia da zona norte, lidera o número de óbitos em São Paulo (Ira Romão/32xSP)

Até 31 de maio, a cidade de São Paulo tinha registrado 194.413 casos suspeitos e outros 65.038 confirmados do novo coronavírus (covid-19), conforme divulgação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A incidência da enfermidade na capital paulista é de aproximadamente 425 casos para cada 100 mil habitantes.

Alguns dados importantes:

Brasilândia (zona norte), Sapopemba (zona leste) e Grajaú (zona sul) são os três distritos com mais mortes pelo novo coronavírus;
Grajaú é o distrito com mais pessoas infectadas com casos leves da doença (confirmados ou suspeitos);
Jardim Ângela (zona sul) é o distrito com mais pacientes internados com casos graves de covid-19 até o dia 18 de maio.

MORTES POR COVID-19

Do dia 11 de março até 27 de maio (quando foi divulgado o boletim epidemiológico mais recente da Prefeitura), foram registradas 7.599 mortes confirmadas ou suspeitas pela covid-19 em todo o município, tendo maior incidência nos distritos localizados nas periferias.

Segundo a prefeitura, a cidade de São Paulo teve uma média de 65 mortes por dia causadas pelo coronavírus no mês de maio. A taxa de letalidade é de 7,16%. Já a taxa acumulada de alta hospitalar foi de 82%.

CASOS LEVES

Até 18 de maio, foram notificados 169.947 casos leves na cidade (classificados como “Síndrome Gripal”). Deste número, 26.746 foram confirmados para covid-19 (15,7%), 14.486 descartados (8,5%) e 128.715 permanecem em investigação, como casos suspeitos (75,7%).

O distrito com o maior número foi o Grajaú, na zona sul, com 6.726 casos. Na sequência, Brasilândia registrou 4.943 casos e Jardim Ângela, também na zona sul, 4.835.

CASOS MODERADOS OU GRAVES

Também até o dia 18 de maio, 32.753 casos foram classificados como moderados ou graves – suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Ao todo, 29.912 pacientes com SRAG foram hospitalizados e 13.083 foram confirmados para covid-19.

A prefeitura afirma que os casos graves “vêm sendo absorvidos pela rede hospitalar municipal e a estratégia de ampliação de leitos”. Na quarta-feira (3), a taxa de ocupação de leitos em UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) foi de 64%, com 2.021 pacientes internados.

***

Por dentro do Coronavírus: acompanhe todas as notícias do 32xSP sobre a pandemia de covid-19 na cidade de São Paulo!