Como funciona o ‘passaporte da vacina’ em São Paulo

23/09/2021 21:14 | Atualizado: 23/09/2021 21:34
Reportar erro Categorias + Notícias, São Paulo, SaúdeTags , , , ,

Apresentação do documento para comprovar a vacinação passa a ser obrigatória em serviços como shows, feiras e congressos na cidade

Estabelecimentos e serviços do setor de eventos, como shows, feiras, congressos e jogos com público superior a 500 pessoas, passaram a exigir o “passaporte da vacina” aos seus frequentadores na cidade de São Paulo. 

A apresentação do comprovante — com pelo menos uma dose do imunizante contra a Covid-19 — tem como objetivo auxiliar esses organizadores de eventos a controlar o acesso a esses locais por pessoas que já foram vacinadas. 

Os estabelecimentos que descumprirem as regras e restrições podem ser interditados e multados. A medida foi instituída por meio do decreto nº 60.488, de 27 de agosto

Serviços como bares e restaurantes estão livres para cobrar ou não a apresentação do comprovante de imunização na entrada. Mesmo assim, o decreto que regulamenta o “passaporte” recomenda que todos os estabelecimentos da cidade solicitem essa comprovação para acesso às dependências. 

COMO EMITIR O PASSAPORTE DA VACINA

Existem várias formas de comprovar que foi vacinado contra a Covid-19. É possível apresentar a versão física ou digital do comprovante de vacinação. 

A forma física é o cartão entregue no momento da imunização e a opção digital pode ser conferida nas plataformas e-saúdeSP, Poupatempo Digital ou ConecteSUS

Para liberação de entrada nos estabelecimentos é preciso ter recebido ao menos uma dose. Importante ressaltar que a imunização só é considerada completa quando a pessoa recebe a dose única ou as duas doses da vacina. 

COMPROVANTE PELO E-SAÚDESP
Somente para moradores da cidade de São Paulo.

  • Entre na loja de aplicativos do seu celular e digite e-saúdeSP. O aplicativo é compatível com celulares do sistema Android ou iOS;
  • Baixe o aplicativo, aceite o termo de uso e faça seu cadastro. As informações solicitadas são CPF, data de nascimento, nome completo, e-mail, telefone para contato e é preciso criar uma senha;
  • Após concluir o cadastro, efetue o login; 
  • No menu principal do aplicativo tem o ícone laranja do “passaporte da vacina”; 
  • Ao clicar é possível conferir o documento que contém a data de emissão e os dados do usuário (nome completo, data de nascimento, CPF e quantidade recebida de doses da vacina). Além disso, possui um QR Code onde é possível conferir o registro do imunizante aplicado. É possível salvar o documento em PDF para deixar no celular;
  • Também é possível acessar o e-saúdeSP pelo site.

 

LEIA MAIS:
Aplicativo que localiza remédios nos postos de saúde em SP apresenta falhas
8 em cada 10 moradores da zona leste de SP usaram serviço público de saúde em 2021

COMPROVANTE PELO POUPATEMPO DIGITAL
Para moradores de municípios localizados no estado de São Paulo. 

  • Entre na loja de aplicativos do seu celular e digite Poupatempo Digital. O aplicativo é compatível com celulares do sistema Android ou iOS; 
  • Baixe o aplicativo. Caso já tenha cadastro no site do Poupatempo é só informar o CPF e a senha usada para acesso; 
  • Caso não tenha, será preciso fazer o cadastro. As informações solicitadas são  CPF, RG, estado do RG, nome completo, data de nascimento, endereço completo, telefone e e-mail. Após preencher os dados solicitados e aceitar os termos de uso, o usuário receberá no e-mail cadastrado instruções para criar a senha;
  • Crie a senha e faça login para confirmar o cadastro; 
  • Aparecerá o menu em que será possível selecionar até quatro serviços para ficar na sua tela inicial; 
  • Selecione “Lembrete – 2ª dose vacina Covid-19”; 
  • Vai aparecer a opção “Ir para a carterinha”. Ao clicar você é direcionado ao documento que contém os seus dados e as informações do imunizante aplicado. É possível salvar o documento em PDF para deixar armazenado no celular. Só clicar em versão para imprimir (PDF);
  • Outro caminho: na tela inicial do aplicativo há uma aba chamada “Serviços”. Ao clicar você navega pelos serviços oferecidos pelo Poupatempo e tem a opção “Vacinação Covid-19”. Ao clicar, selecione “carteira de vacinação” que vai aparecer o documento.

 

COMPROVANTE PELO CONECTESUS
Válido para todos os moradores do território nacional.

  • Entre na loja de aplicativos do seu celular e digite ConecteSUS. O aplicativo é compatível com celulares do sistema Android ou iOS;
  • Baixe o aplicativo. Como foi desenvolvido pelo Ministério da Saúde, se o usuário já tiver uma conta no sistema do governo federal só é preciso logar no aplicativo utilizando o CPF e a senha cadastrados; 
  • Caso não tenha esse cadastro, você pode criá-lo no site. Será oferecido diversas opções. Confira aqui o passo a passo para saber como fazer o cadastro de diferentes maneiras;
  • Informe CPF e nome completo. Na tela seguinte é preciso responder a algumas perguntas relacionadas às suas informações pessoais. Clique em avançar;
  • Selecione qual a opção entre e-mail e SMS que deseja receber o código de acesso. Preencha o campo com a informação escolhida (endereço de e-mail ou número de celular) e clique em avançar;
  • Digite o código de acesso enviado e clique no botão avançar;
  • Feito isso, crie uma senha de acesso e clique no botão para concluir;
  • Após logar no aplicativo é preciso aceitar os termos de uso;
  • No menu inicial há o ícone “vacinas”. Ao clicar, o usuário é direcionado a outra tela onde é possível ver a Carteira de Vacinação Digital;
  • Na Carteira de Vacinação Digital vai aparecer o documento com as informações do usuário e da vacina com a qual foi imunizado. É possível salvar a versão em PDF do arquivo para deixar salvo no celular.
  • A Carteira de Vacinação Digital também pode ser consultada no site do ConecteSUS.

 

Independente da forma de emissão do “passaporte da vacina”, no documento constará todos os dados pessoais da pessoa, como nome completo, data de nascimento, CPF, um QR Code e o mais importante: informações sobre a vacina. 

Nesse campo, é informado o lote, fabricante, data de aplicação e nome e registro do profissional responsável por aplicar o imunizante.