Moradores das zonas sul e norte gastam 2h05 para se locomover em SP

Divulgada nesta terça-feira (18), pesquisa “Viver em São Paulo: Mobilidade Urbana na Cidade”, mostra que tempo de deslocamento vem diminuindo

Zona sul e centro são as regiões mais verticalizadas de São Paulo

República e Higienópolis, no centro da capital paulista, lideram total de prédios, com 97% dos imóveis sendo do tipo apartamento

Canal oficial da Prefeitura, 156 é mais usado pela zona leste de SP

Segundo levantamento, metade da população da região utiliza o serviço. Na Cidade Tiradentes, reclamações via WhatsApp são alternativas para moradores

Na zona leste, distância de casa desestimula visita a espaços culturais

Para 24% dos moradores, a proximidade é um dos principais fatores para frequentar atividades culturais, o maior índice de SP

Corredores de ônibus da zona norte são os mais lentos de SP

Vias também são demoradas na zona oeste e no centro; trechos da avenida Brigadeiro Luís Antônio aparecem quatro vezes entre os 10 piores

Tratamento da polícia a jovens é pior na zona sul, aponta pesquisa Ibope

A região sul da cidade de São Paulo tem a pior nota quando o assunto é o tratamento dos policiais aos jovens. De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) em parceria com a Rede Nossa São Paulo, a zona sul paulistana foi avaliada com nota 3,1, em uma escala que vai de 1 a 10. A pesquisa entrevistou 1001 pessoas entre os dias 8 de dezembro de 2016 e 4 de janeiro de 2017.

Maioria dos vereadores da nova Câmara vem das zonas leste e sul da cidade

A nova composição da Câmara Municipal terá metade dos vereadores vindos das zonas leste e sul da cidade. Ao levar em conta as prefeituras regionais de onde eles declararam ter imóveis residenciais, a da Mooca e da Capela do Socorro terão mais legisladores. Por outro lado, a capital paulista possui quatro regiões que não tiveram eleitos em 2016.