Brás: bom lugar para comprar, problemático para viver

Dos 38 indicadores avaliados pelo Mapa da Desigualdade 2017, o distrito aparece 23 vezes entre os 30 piores da cidade de São Paulo