A busca por uma vaga em creche na Vila Andrade, que pode chegar a 260 dias

Fila de espera para atendimento no distrito da zona sul é a maior de SP; veja como anda o processo de algumas mães na busca por vagas para os filhos

Mais de 2 milhões de paulistanos ainda moram em favelas

Com o maior número de favelas do Brasil, cidade de São Paulo reúne 391 mil domicílios em espaços precários, segundo dados da Secretaria de Habitação

Moradores de Paraisópolis cobram presença de Doria e retomada de urbanização

Moradores e lideranças de Paraisópolis, a segunda maior favela de São Paulo, na zona sul da capital, têm usado o principal slogan do programa da gestão João Doria (PSDB) para pedir por uma “Paraisópolis Linda”. Eles cobram a retomada das obras de urbanização, que incluem a construção de moradias populares e o saneamento básico, interrompidas em meados de 2013.

Vila Andrade é o distrito com menos casos de mortes por doenças respiratórias em SP

Janaína Mariano sempre foi a “rainha dos ‘ites’”. Quando não era bronquite, era sinusite ou renite. O posto foi herdado devido às suas condições de moradia em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, sempre em casas fechadas e com pouca ventilação. Aos 29 anos, ela já é uma antiga frequentadora dos postos de saúde locais para tratar os problemas respiratórios. “Na minha casa só tinha uma janela e as paredes emboloravam, o que ajudava a pior as doenças”, conta a desempregada.

A mais populosa, Campo Limpo também lidera quantidade de favelas de SP

Composta pelos distritos de Campo Limpo, Vila Andrade e Capão Redondo, vivem na Subprefeitura do Campo Limpo cerca de 650 mil paulistanos