Apesar de legalizadas, rádios comunitárias ainda buscam alternativas para sobreviver

Um dos motivos é a falta de verba para manter as emissoras com caráter de serviço de radiodifusão comunitária